A Tijuca e sua História


A Tijuca e sua História

desmatamento na mata da tijuca

Quem anda pelas ruas da Tijuca, sabe que nesse bairro moram pessoas que tem um imenso orgulho do local onde nasceram ou adotaram para viver. Afinal, desafio você a dizer se existe outro bairro no mundo cuja os moradores tenham uma alcunha própria. A Tijuca é dos tijucanos e é um território que todo carioca já pensou em morar uma vez na vida. Talvez pela sua proximidade com a zona rica da cidade, ou mesmo pelo seu ar de nobreza, o local está entre os bairros situados na zona norte que muitos confundem, já confudiram, ou irão confundir com zona sul. É charme, é beleza, é o local com cinco estações de metro. Isso mesmo, cinco! É o espaço que cede sua grandeza para territórios menores como os bairros do Maracanã, Andaraí, Grajaú e Vila Isabel. No Maracanã, por exemplo, você encontra além de um bairro carismático, com comercio vivo, o estádio Jornalista Mario Filho. Mas, por um acaso, você sabe onde começou e como começou essa história?

No século XVIII existia uma parte considerável da população mais rica da cidade que ia fazer passeios até a região aonde hoje se encontra o bairro. As áreas urbanas da cidade eram minoria e território era um mistro de zona rural e urbana, local com mata virgem em montanhas belíssimas. Era uma espécie de local das casas do campo dos mais ricos que foram trazendo hábitos urbanos e moradias fixas. Se você conhece o local, esse é exatamente o ar que a Tijuca emana até os dias atuais. Se você vem ao Rio para um turismo detalhado, poderá conferir nos passeios ao bairro tudo que estamos falando aqui.

Por ser um local que trazia costumes urbanos dos mais ricos, era natural que as construções tomassem uma proporção maior do que deveriam, o que trouxe um problema muito grande com o desmatamento da mata local. Isso despertou o olhar do governo à época que passou a coibir a prática, isso no ano de 1818, num Brasil ainda não independente.

Pioneirismo que orgulha o tijucano e o carioca

bonde na tijucaA companhia de Carris de Ferro da Cidade à Boa Vista, trouxe de maneira experimental, porém muito eficiente à época para o bairro, os bondes movidos a tração animal. Os trens da Tijuca, pioneiros na cidade, trouxeram um facilitador aos passeios para o local. Assim, era muito fácil ir até lá. Em 1892, quando o século XX já batia à porta e a República já era uma realidade, os bondes de tração animal foram trocados pelos bondes de tração elétrica que pertenciam a Ferro-Carril do Jardim Botânico. A novidade da eletricidade era tão impressionante, que os novos bondes tinham dizeres que falavam que a eletricidade não era um risco aos passageiros, mostrando que a nova tecnologia não era um perigo.

maracana-antigo

Bairro dos Cinemas

cinemas-tijucaAté a década de 1950, quando o Maracanã foi concluído para a primeira Copa do Brasil, os cinemas marcaram o bairro. A primeira metade do século XX marcou a Tijuca por uma quantidade muito grande de salas de exibição. Isso foi entrando numa progressiva decadência com a chegada do estádio que mudou as preferências dos moradores.

O chame da Vanhargem!

vanhargemDesembarcando nos dias de hoje, se a V&V pode dar uma sugestão a você turista que está a procura de programas noturnos com a cara do Rio de Janeiro, saiba que a Praça Vanhargem tem uma das melhores opções para bares e restaurantes de toda a zona norte. Além do famoso Buxixo, é possível encontrar creperias, hamburguerias, comida mexicana, japoneses e petiscos. Vale a pena conferir! Para fazer um tour completo pela cidade, a V&V Locação e Eventos traz preços e condições especiais no Aluguel de vans no Rio de Janeiro! Faça hoje mesmo o seu pacote turístico incluindo a Tijuca no seu roteiro. É uma grande escolha!

468 ad
Orçamento Aqui!